Sindprodem distribui máscaras GRATUITAS para garantir a segurança dos promotores e demonstradoras de vendas

 

Na primeira semana de Fevereiro de 2021 , os diretores do SINDPRODEM-SP percorreram os supermercados e atacarejos do Estado de Sp para verificar se as empresas e a categoria estão cumprindo todas as medidas de segurança contra o coronavírus. Também foram distribuídas máscaras GRATUITAS para os companheiros da categoria.

Com a pandemia e o aumento exponencial da doença em São Paulo, o sindicato destaca a importância de usar as máscaras por parte dos profissionais e clientes e da responsabilidade que cada um tem em evitar a proliferação do coronavírus.

Segundo a presidente do SINDPRODEM-SP, Luiz Santos Souza, durante a visita pôde ser observado que a maior parte dos promotores, repositores, demonstradoras e clientes já estão conscientes e seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), mas que ainda há certa resistência por parte da população.

“O sindicato tem recebido denúncia de associados que empresas estão resistentes ao uso da máscara e colocando, assim, os colegas e usuários em risco. Por isso começamos hoje a percorrer unidades para conscientizar e reforçar a importância do uso”, afirmou.

No início da pandemia no Brasil, após negociação com a algumas empresas, o movimento sindical conseguiu garantir que os mesmos forneçam equipamentos de proteção individual (EPIs) para todos os da categoria: álcool em gel e máscara, pois essa é uma categoria que está na linha de frente do setor de comércio e precisa seguir as normas para não contaminar outras pessoas

Denuncie

Segundo o presidente, os promotores, repositores ou demonstradoras que perceberem que algumas empresas ou colegas continuam não seguindo as normas ou se sentirem inseguros de algum modo com a falta de EPIs, podem denunciar diretamente para o sindicato no e-mail spsindprodem@gmail.com , pela nossas redes sociais ou pelo telefone do sindicato

“Nós vamos continuar indo nos supermercados para certificar de que todas as normas estão sendo cumpridas e, quando necessário, reforçar e conscientizar sobre a importância de se manter seguro. Não é apenas uma questão individual, isso diz respeito a saúde de todos os colegas, clientes e população em geral. Isso faz parte da consciência coletiva e precisamos que todos respeitem”, destacou.

Por Rodrigo Dacioli – Via Sindprodem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =